terça-feira, 8 de março de 2016


In Nomine Patris, et Filii, et Spiritus Sancti. Amén.


A todos os fiéis em Cristo: Paz, Saúde, e Graça Divina!

Nós
+++DOM EDIVALDO SANTOS, Arcebispo Primaz, Legítimo Sucessor dos Apóstolos, ao Contexto do Sagrado Consistório da Comunhão Universal dos Bispos, Pela Graça de DEUS e Benevolência da SANTA IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA DA REDENÇÃO; Saudação, Paz e Benção, Em Nome Do Senhor. A Todos Quantos Estas Letras Apostólicas Virem, Lerem ou Delas Tiverem o Devido Conhecimento, sejam Autoridades Eclesiásticas, Civis e Militares, Federais, Estaduais e Municipais e ao Santo Povo de Deus, Exercendo o Nosso Oficio Divino como Arcebispo Primaz da SANTA IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA DA REDENÇÃO e Decano do Santo Concílio da ICAR. NO USO DAS ATRIBUIÇÕES PRÓPRIAS DE NOSSO MÚNUS EPISCOPAL, PARA A EXPANSÃO DO REINO DE CRISTO E SALVAÇÃO DAS ALMAS, DECLARA ¨AD PERPETUAN REI MEMORIAM¨ Que ao 8º dia do mês de Março do ano da graça de Nosso senhor e Salvador Jesus Cristo de dois mil e Desesseis, ás 15 horas, na Sede do Governo Central da SANTA IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA DA REDENÇÃO, Rua 18, Quadra 39 Lote 08/09-Cep72855818-Parque Sol Nascente- Luziânia- Goiás-Republica Federativa do Brasil - CNPJ 03.658.648/001-48. Com seu estatuto vigente devidamente Registrado no cartório do 1º Ofício - Brasília Registro civil das Pessoas Jurídicas, no dia 14/02/1989, sob o Nº1614 do Livro A Nº02. Fazemos Saber:

Declaramos através deste Documento Eclesiástico; EXTINTAS de teor e fato TODAS AS JURISDIÇÕES ECLESIÁSTICAS (DIOCESES E ARQUIDIOCESES, E PRELAZIAS, OU OUTRAS QUE PORVENTURA EXISTAM) DESTA SANTA IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA DA REDENÇÃO, SEDIADAS OU CANONICAMENTE ERETAS NO TERRITÓRIO DO ESTADO DE SÃO PAULO, REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.

Art. I: POR FORÇA DESTE, FICA AINDA, PATENTE E DECRETADO QUE:


§1 - A partir desta data, Clérigos, mesmo pertencentes a esta Santa Igreja não poderão se identificar ou se manifestar Pertencentes à Jurisdição Eclesiástica extinta por este decreto.


§2 - A partir desta data, Clérigos, mesmo pertencentes a esta Santa Igreja não poderão Celebrar as Santas Liturgias, Ministrar os Santos Sacramentos, Celebrações ou Cerimônias, em nome da Santa IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA da REDENÇÃO na Jurisdição Eclesiástica extinta por este decreto, sem expressa Autorização desta Primazia e Governo Central.


§3 - Não Existindo mais, qualquer vinculo, a partir desta data, dos Clérigos em COMUNHÃO com a Santa Igreja Católica Apostólica da Redenção, para com a jurisdição eclesiástica no Território do Estado de São Paulo, Republica Federativa do Brasil.


Art. II: Decretamos e Declaramos ainda; a partir desta data: “ipso facto”, a jurisdição eclesiástica no Território do Estado de São Paulo, Republica Federativa do Brasil. SÉ VACANTE, Tornando Extintos e Nulos de Direito, Teor e Valor, todo documento eclesiástico, fornecido pela Santa Igreja Católica Apostólica da Redenção; Credencial, Provisão, Nomeação, Mandato, Decreto ou qualquer outro que porventura venha a existir, sob a posse ou guarda de CLÉRIGOS E LEIGOS, ORIGINAL OU CÓPIA, (inclusive digitalizada). Com exceção das bulas de Ordenação (como comprovação de recepção a ordem).


Art. III: Fica todo o Clero Redencionista da jurisdição eclesiástica do Território do Estado de São Paulo, Republica Federativa do Brasil, Extinta por este decreto, Convocado a se reportar a esta Primazia no Prazo máximo de 03 (três dias) para tomar ciência de suas novas atribuições Religiosas e Eclesiásticas.


Art. III: Todo Clérigo Incardinado na Jurisdição eclesiástica abrangida por este decreto que a Por sua livre consciência ou iniciativa, deliberadamente; afrontar ou desacatar as determinações deste decreto e desta Primazia; incorre em Grave Delito, com sanções e pena prevista pelos Cânones próprios desta Santa Igreja, bem como pelo Cânone do Código de Direito Canônico. §1- A inobservância ao disposto no Artigo III deste decreto Apostólico implicará ao clérigo a condição de: *EXCARDINAÇÃO “LATAE SENTENTIAE” por DESOBEDIÊNCIA E INFIDELIDADE, A SANTA IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA DA REDENÇÃO e a sua Primazia.


* EXCARDINAÇÃO automática ("latae sententiae"). Ato penal administrativo, “extremum ecclesiasticae”. (eclesiástico extremo, isto é, sem requerer um processo canônico formal). Ato este, Legitimamente e Canonicamente válido, para a manutenção da ordem e decência na Igreja de Cristo.


Mandato Apostólico, Emitido em Nossa Sede Primacial do Arcebispado de Brasília e Goiás no Mosteiro de São Rafael Arcanjo, Nosso Governo Central, na Cidade Protegida por Deus de Luziânia, Estado de Goiás, Brasil. Sob Nosso Selo e Sinal de Nossas Armas, No Ano da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, de Dois Mil e Dezesseis, no dia 08 de Março, por Nossa Autoridade Apostólica, determinamos ao Secretário Geral, Registrar e Arquivar no Livro de Registro Pontifical, AD. Perpetuam Rei Memoriam. Em Nosso Quarto Ano Pontifical


Assim se faça assim se cumpra. Amém


O Ressuscitado vive em Nós.


Igreja Católica Apostólica da Redenção
+++ Dom Edivaldo dos Santos
Arcebispo Primaz

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Dom José Kennedy de Freitas transmite a linhagem anglicana
Na Foto  da Esquerda para a Direita, Dom Diego Moura, Dom Edivaldo, e Dom Freitas.

No dia 10 de outubro de 2015, foi sagrado um novo bispo para a Igreja Católica Apostólica da Redenção. Trata-se do Revmo Dom Miguel Dias. O Revmo Dom Edivaldo dos Santos, Arcebispo Primaz da referida igreja, foi o sagrante e presidiu a celebração. Teve como co-sagrantes o Revmo Dom Diego Moura, Bispo e Chanceler da Igreja Católica Apostólica da Redenção, e o Revmo Dom José Kennedy de Freitas, Bispo Primaz da Igreja Anglicana Restaurada. A celebração aconteceu no dia 10 de outubro de 2015, na cidade de Luziânia-GO. Na ocasião, estava presente o Reverendíssimo Mons. Pe. Francisco das Chagas, Arquimandrita da Igreja Católica Ortodoxa do Brasil. Nesta ocasião, o Revmo Dom Edivaldo dos Santos, recebeu das mãos do Revmo Dom José Kennedy de Freitas, através da oração canônica a linha de sucessão apostólica anglicana de Chambers legítima e válida.


quarta-feira, 14 de outubro de 2015


Dom Diego Ordena Dois Novos Presbíteros, os Padres, Yago Dorneles e Marcos Roth
 Dom Edivaldo Santos Sagra novo Bispo para o Estado do Paraná Dom Miguel Dias
 Foi Co-sagrante Dom Diego Moura Silva e Dom Freitas
 Presença marcante do irmão Padre Francisco da ICAOB





quinta-feira, 16 de julho de 2015

Excardinação

IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA DA REDENÇÃO
GOVERNO CENTRAL/PRIMAZIA NACIONAL

Decreto Eclesiástico: 004/2015 ICAR/GCPN 
“ EXCARDINAÇÃO “LATAE SENTENTIAE” 
SENHOR DOM MOISÉS MARCIO DE OLIVEIRA SILVA .

Nós, +++DOM EDIVALDO DOS SANTOS, Arcebispo Primaz, Pela Graça de DEUS e Benevolência da SANTA IGREJA, CATÓLICA APOSTÓLICA DA REDENÇÃO, Saudação, Paz e Benção Em Nome Do Senhor. Fazemos Saber, A Todos Quantas Estas Letras Apostólicas Virem, Lerem ou Delas Tiverem o Devido Conhecimento Que: Exercendo nosso Oficio Divino, nas nossas atribuições como Arcebispo Primaz desta Igreja, servo do Altíssimo, e com base no estatuto da Igreja comunicamos as Autoridades Eclesiásticas, Civis e Militares, Federais, Estaduais e Municipais e ao Santo Povo de Deus e das Circunscrições Eclesiásticas da igreja. Dos fatos: Não obstante as advertências anteriores canônica, formal. O Sr. Dom Moisés Marcio de Oliveira Silva, , Nascido aos 11/08/1959, Natural São João Nepomuceno-MG, Casado, Eclesiástico RG: 59.643.432-7 e CPF: 756.386.496-20 realizou um ATO CISMÁTICO em DESOBEDIÊNCIA, a esta Santa Igreja, e a esta Primazia Redencionista, as suas determinações e Ordens. Mesmo sabedor das Leis da Igreja, Por sua livre consciência e iniciativa, deliberadamente; afrontou e desacatou as determinações ignorando diversos contatos do Arcebispo Primaz; portanto, incorrendo em Grave Delito, com sanções e pena prevista pelos Cânones próprios desta Santa Igreja, bem como pelo Cânone do Código de Direito Canônico. Tendo levado em conta todos os fatos e efeitos, “ius ecclesiasticae”. Concluímos que o acima mencionado, O O Sr. Dom Moisés Marcio de Oliveira Silva, incorreu “ipso facto”, em circunstâncias e atitudes culminantes, pela sua: EXCARDINAÇÃO “LATAE SENTENTIAE”: automática ("latae sententiae"). Ato penal administrativo, “extremum ecclesiasticae”. (eclesiástico extremo, isto é, sem requerer um processo canônico formal). Ato este, Legitimamente e Canonicamente válido, para a manutenção da ordem e decência na Igreja de Cristo. Incorrendo O EXCARDINANDO, administrativamente e Canonicamente, nas questões acima citadas, em cumprimento aos Cânones vigentes nesta Santa Igreja, Nada mais restando-nos a considerar ou a ponderar, sobre o exposto, Exercendo o nosso Oficio Divino, nas nossas atribuições e Múnus como Arcebispo Primaz desta Santa Igreja, assim, DECRETAMOS; Art. I: EXCARDINE–SE Nesta Data, do Egrégio Colégio Episcopal Redencionista, na condição: EXCARDINAÇÃO “LATAE SENTENTIAE” o O Sr. Dom Moisés Marcio de Oliveira Silva, Por DESOBEDIÊNCIA E INFIDELIDADE, A SANTA IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA DA REDENÇÃO, e a Diocese Redencionista de Tabuão da Serra-SP, e nas Cidades de Osasco, Itapecerica da Serra-SP, São Lourenço-SP, e Botuporã-BA. Art. II: POR FORÇA DESTE, FICA AINDA, PATENTE E DECRETADO QUE: §1 - A partir desta data o Sr. Dom Moisés Marcio de Oliveira Silva, não poderá se identificar ou se manifestar, como Clérigo desta Santa Igreja Católica Apostólica da Redenção, nem Ministrar os Sacramentos, Celebrações ou Cerimônias, em nome da Santa Igreja. §2 - Não Existindo mais, qualquer vinculo, a partir desta data, deste religioso, para com a Santa Igreja Católica Apostólica da Redenção, suas Arquidioceses, Dioceses, Paróquias ou outras partições desta Santa Igreja. Declaramos ainda; a partir desta data: “ipso facto”, Extintos e Nulos de Direito, Teor e Valor, todo documento eclesiástico, fornecido pela Santa Igreja Católica Apostólica da Redenção; Credencial, Provisão, Nomeação, Mandato, Decreto ou qualquer outro que porventura venha a existir, sob sua posse ou guarda, ORIGINAL OU CÓPIA, (inclusive digitalizada). Com exceção da bula de Sagração (como comprovação de recepção a ordem). “Porém, que tudo seja realizado com decência e ordem! A ressurreição de Cristo é real.” I Coríntios 14:40. Decreto Apostólico Nº 004/2015, Emitido na PRIMAZIA REDENCIONISTA DA IGREJA CATÓLICA APOSTOLICA DA REDENÇÃO, na sede de Nossa Cúria Arquidiocesana na Cidade Protegida por Deus de Luziânia, Estado de Goiás, Brasil. Sob Nosso Selo e Sinal de Nossas Armas, No Ano da Graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, de Dois Mil e Quinze, no dia 16 de Julho de 2015, o Quinto de Nosso Episcopado. Por Nossa Autoridade Apostólica, determinamos ao Secretário desta Cúria Redencionista, Registrar e Arquivar no Livro de Registros Arquidiocesanos/Primacial. Assim se faça assim se cumpra. Amém. O Ressuscitado vive em Nós.

+++Dom Edivaldo dos Santos
Arcebispo Primaz


sábado, 14 de março de 2015



Nosso irmão no Episcopado + Dom Diego Moura está internado na UTI em Goiânia, vitimado por um repentino infarto, solicitamos as orações de todo o Santo Povo de Deus, o Clero, Episcopado Universal e a todos os homens e mulheres de boa vontade! SENHOR TENDE PIEDADE DESTE VOSSO FILHO!

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Pesar



Igreja Católica Apostólica da Redenção, vem pelo presente manifestar o nosso pesar pelo Falecimento de Sua excelência o Sr. Eduardo Campos e seus companheiros de viajem nesta lamentável tragédia, unimos nossos corações aos familiares e amigos enlutados, Rogando a Deus Todo Poderoso que propicie a todos o necessário conforto neste difícil momento e Acolha estas Almas ao Reino da Gloria! Senhor Tende Piedade de Nós!

+++ Dom Edivaldo dos Santos

domingo, 27 de julho de 2014

Pesquisar neste blog

Carregando...